Auroville, comunidade que não precisa de dinheiro para viver - Rádio Cidade FM a Prudentopolitana

Cidade News

Post Top Ad

Anúcie aqui 041 96602167 whatsapp

Post Top Ad

Anúncie aqui

domingo, 29 de janeiro de 2017

Auroville, comunidade que não precisa de dinheiro para viver

Por: Yahoo.com  

Você consegue viver sem dinheiro? Muitas pessoas responderiam não para essa pergunta, já que é com dinheiro que se adquire produtos e bens na nossa sociedade. No entanto, se você perguntar às 2.500 pessoas de 50 nacionalidades diferentes que moram em Auroville (India), elas dirão que é possível sim.
O assentamento, que hoje ocupa uma área de 2.000 hectares, foi fundado em 1968 por uma francesa chamada Mirra Alfassa com o objetivo de criar uma comunidade que não usa dinheiro e é focada no trabalho coletivo e na troca de serviços. O lugar escolhido para implementar essa nova sociedade foi o estado indiano de Tamil Nadu, perto da aldeia de Puducherry.
Vista aérea de Auroville (Auroville).
As conquistas dessa comunidade incluem o plantio de um milhão de árvores e a transformação de um deserto num maravilhoso espaço natural. Além disso, Auroville é o berço de empresas têxteis e tecnológicas que têm se demonstrado muito competitivas. Todos trabalham por todos para construir uma sociedade melhor.
No primeiro ano, os visitantes precisam financiar sua própria estadia e contribuir com seu trabalho para o desenvolvimento do local. Depois disso, eles recebem um salário, embora andar com dinheiro nessa cidade seja raro. O importante é a colaboração, já que não é preciso absolutamente nada para morar lá, apenas energia e vontade de trabalhar.
O templo da mãe é um lugar de meditação (Auroville).

No entanto, Auroville também tem seu lado sombrio. Há crimes, conflitos e dúvidas sobre a transparência financeira do lugar. Apesar das tentativas de se livrar do dinheiro, ainda existem deficiências a serem corrigidas na comunidade.

Algo já mudou desde então. Há alguns meses, a Índia inesperadamente retirou de Auroville as notas de 500 e 1.000 rúpias, para tirar dinheiro sujo da comunidade. Para eles, a medida foi apenas motivo de piada.

Fonte: Javier Taeño Yahoo Noticias

Poste seu anúncio principal aqui!

Anúncie aqui